O movimento

O movimento Chega de Acidentes!, apartidário, é uma ação lançada em 18 de setembro de 2009, por entidades com um histórico de lutas em prol da segurança no trânsito brasileiro: a ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), a ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) e o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária), que formaram um comitê organizador inicial do movimento, ao qual se juntou mais tarde, a AND (Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito).

Na data de lançamento, o movimento também iniciou um contador que estima o número de vítimas fatais e não fatais de acidentes de trânsito e o impacto econômico decorrente. Abaixo, há um quadro explicativo sobre como funciona a metodologia de cálculo do contador. Essa contagem só vai parar quando um Plano Nacional de Segurança Viária for implantado no País e quando uma redução efetiva de vítimas de acidentes de trânsito for constatada.

Metodologia no cálculo dos contadores

Os contadores estimam as quantidades de vítimas fatais e internações utilizando, neste período inicial de lançamento (18/09/09), dados de mortalidade e morbidade (feridos internados) decorrentes de acidentes de transporte terrestre, do Ministério da Saúde, para o ano de 2009.
Já o impacto econômico dos acidentes e vítimas é estimado a partir dos valores desse impacto divulgado nos estudos do IPEA/ DENATRAN/ ANTP sobre os acidentes em aglomerações urbanas (de 2003) e em rodovias (2006). Para esse contador, os valores divulgados nos referidos estudos foram atualizados para reais (R$) de agosto de 2009, a partir da inflação acumulada segundo o índice IPCA/ IBGE.

Na medida que forem divulgadas estatísticas mais atuais sobre esses parâmetros, faremos a atualização de nossas fórmulas de cálculos.